Após se recuperar da covid-19, Mumuzinho realiza primeira live


Mumuzinho estava pronto para realizar uma live no dia 26 de abril, mas precisou lidar com o pior imprevisto do momento: ser infectado com o novo coronavírus. Dois dias antes do show online, ele foi internado e testou positivo para o covid-19, o que o fez ficar quatro dias no hospital. Para ele, a doença não foi um simples resfriadinho. Ele teve pneumonia e 50% do pulmão afetado.mumuzinho-28112018144959052_05a7976fe8bf88ec588bb1b2.jpeg
Por conta disso, nas últimas semanas o cantor tem feito exercícios para manter o fôlego e continuar a cantar como antes da doença. "No início da doença, eu tinha apenas febre e dor de garganta, depois que foi agravando e tive que ser internado. São momentos de agonia e muita insegurança, afinal as estatísticas só aumentam. Rezo para que encontrem uma vacina logo e possamos voltar a um 'novo normal'", relata. 

Apesar de ter superado o problema de saúde, Mumuzinho precisou lidar com a morte de um integrante da equipe dele. Pavão, técnico de som do sambista, morreu depois que Mumuzinho teve alta. Ele também foi vítima da covid-19. "É muito triste a realidade que nós e o mundo enfrenta. Feliz pela minha cura, mas com o coração partido pelas milhares de vidas perdidas, entre elas do meu querido Pavão", lamenta.

Mesmo lidando com esses problemas recentes, Mumuzinho anunciou que fará uma live neste domingo (7), a partir das 18h. O nome escolhido para o show explica bem o momento pelo qual o músico passa: Eu Mereço Ser Feliz. "Inclusive, venho fazendo exercícios para a voz, já que meu pulmão foi 50% tomado e com isso, afeta no meu fôlego para cantar e respirar. Estou há 20 dias curado, mas ainda com esses exercícios. Estou me cuidando ao máximo para conseguir fazer uma live incrível para meus fãs", conta.

O show terá as participações de Xande de Pilares e da banda Vem Pro Sereno. A expectativa é fazer uma live de três horas, com hits do próprio músico e de outros grandes ícones do samba. 

Mumuzinho cita que o formato é a maneira que muitos artistas têm encontrado de continuar a trabalhar em um momento no qual todas as agendas foram canceladas e continuam sem previsão de retomada. "A pandemia pegou todos de surpresa. Todos os shows foram cancelados e sem previsão de retorno, por enquanto. Óbvio que essa situação preocupa a todos, mas temos que ter fé de que dias melhores estão por vir", aposta.

MÚSICA
Helder Maldonado, do R7