Sa├║de Emocional: Como anda a sua???


Um levantamento realizado pela Organização Mundial de saúde (OMS) , constatou que no mundo há mais de 300 milhões de pessoas com depressão e mais de 260 milhões, com transtornos de ansiedade. Estes números são um alerta para a importância cuidar da saúde mental, não somente quando há adoecimento, mas também de forma preventiva.

Vou começar a responder a essa pergunta pensando um pouco sobre o conceito de saúde.

Segundo a OMS, “Saúde é um estado de bem estar físico, mental e social, e não meramente a ausência de doenças”. A saúde emocional ou saúde mental é o bem estar psicológico em geral.

Está relacionada à capacidade que o indivíduo tem de gerenciar as próprias emoções, isso inclui a forma de se sentir em relação a si mesmo, a qualidade das relações e a capacidade de gerenciar os sentimentos e de enfrentar as dificuldades.

Estar mentalmente ou emocionalmente saudável é muito mais que estar livre da depressão, ansiedade ou outros problemas psicológicos. Se refere a presença de características positivas, como autoconfiança, capacidade para lidar com o stress e se recuperar de alguma adversidade, amor pela vida, capacidade de rir e se divertir, capacidade de construir e manter relações satisfatórias e flexibilidade para aprender coisas novas e se adaptar às
mudanças, entre outras.

Essas características positivas da saúde emocional nos permitem: participar da vida de maneira plena através de atividades importantes e relacionamentos sólidos; nos ajudam a encarar os desafios e as tensões da vida. Desta forma, constatamos o quanto é importante desenvolver habilidades emocionais e sociais que contribuam para uma vida mais saudável.

Algumas vezes, apesar de estarmos bem fisicamente, experimentamos uma sensação de mal estar que não sabemos descrever direito, e que pode estar ligada aos nossos sentimentos. Você já sentiu um nó na garganta por exemplo?

Nem sempre é fácil identificar o que sentimos, mas o fato é que o desconforto emocional nos incomoda, interfere no nosso bem estar, nos relacionamentos e na vida de uma forma geral. Assim como promovemos a saúde física através de exercícios, boa alimentação, entre outras estratégias, será que é possível também promover saúde emocional?

O texto acima parece já ter respondido a essa pergunta mas, sempre é bom reforçar!!

Estar emocionalmente saudável não significa não passar por maus momentos ou nunca experimentar desconforto emocional. A diferença é que as pessoas com boa saúde emocional tem uma grande capacidade de se recuperar das adversidades, do trauma e do stress. Essa capacidade é conhecida como resiliência.

Um dos fatores chave da resiliência é a capacidade de equilibrar o stress e as emoções. A capacidade de reconhecer as emoções e expressá-las adequadamente ajuda a evitar que você fique preso (a) na depressão, ansiedade ou outros estados de ânimo negativos.

Mais algumas dicas:

Outro fator que ajuda bastante é ter uma rede de apoio forte. Ter ao seu lado pessoas de confiança para ajudar na busca de incentivo e apoio
aumentará sua capacidade de recuperação em momentos difíceis.

Manter a saúde física também é muito importante através de boa alimentação, exercícios físicos, se expor ao sol em horário adequado, dormir bem. Abandonar toda a culpa por erros e escolhas feitas no passado e se perdoar. Reconhecer seus dons, habilidades, seus méritos e valor. E, evitar se pre-ocupar .

Ocupe-se mas não se preocupe. Além disso, fazer o bem, desfrutar da arte, música e coisas que te deem prazer.
________________________________________________________________________
Texto de Ana Gaspary, Psicóloga especialista em Aconselhamento, Pós-graduada em Abordagem Centrada na Pessoa e Gestalt Terapia, Consultora e Analista do Sistema de Desenho Humano, Terapeuta Corporal, Colunista do Portal FM Itabaiana Sergipe.