BACHARELADO OU LICENCIATURA EM PEDAGOGIA?

Bacharelado ou Licenciatura em Pedagogia? Qual a diferença entre esses dois cursos?

Bacharelado é formação (grosseiramente falando) de quem vai trabalhar (mas não ensinar) nalguma área. Se a formação é voltada para o ensino, então será Licenciatura (termo quem significa “licença para ensinar nos Ensinos Fundamental e Médio” – no Brasil). Algumas áreas pode ter as duas possibilidades (Matemática, Psicologia, etc, e em cada instituição a forma adotada – separadas, juntas, uma depois a outra – é diferente). Outras áreas, só Bacharelado (Engenharias, Meteorologia, etc). E outras, só Licenciatura, onde se encaixa Pedagogia (no Brasil, desde há uns anos).

No Brasil, o curso de Pedagogia surgiu em 1934, mas nunca antes houve a definição do que era exatamente um pedagogo. Até foi chamado pejorativamente de “curso de espera-marido” (por uma longa história de preconceitos contra a pedagogia e contra as mulheres). A conseqüência foi que (até há pouco tempo) em cada universidade havia uma (ou mais) “habilitação/ções” diferente/s e não padronizada/s (administração escolar, primeiras séries, coordenação escolar, projetos pedagógicos empresariais, etc). Finalmente há poucos anos foi definida a identidade do pedagogo: o magistério! Como diversas áreas necessitam de formação (e licença) específicas (as licenciaturas em Matemática, Letras, História, etc), o pedagogo ficou basicamente com o magistério (o ensino) das primeiras 5 séries do ensino fundamental (com opção de ensino infantil, incluindo alfabetização). Para outras (coordenação escolar, supervisão escolar, administração escolar, etc), agora só pós-graduação (especialização). Foi essa mudança que provocou a recente reformulação de todos os cursos de Pedagogia do Brasil. Resumindo, hoje, no Brasil, o curso de Pedagogia forma professores que atuarão até a 5a. série do ensino fundamental.

Um pedagogo também pode atuar na pré-escola, em creches, e em empresas. Assim, com essa definição da identidade do Pedagogo, então não cabe mais o título de “Bacharel em Pedagogia” no Brasil, mas somente o de Licenciado. Portanto, defendo que (seguindo a realidade brasileira, compatível com o que ocorre em Portugal, e apenas em Pedagogia) a wikiversidade tenha apenas “Licenciatura em Pedagogia”, e não exista o “Bacharelado em Pedagogia”. Isso resultaria na mudança do nome “Portal:Pedagogia/Bacharelado em Pedagogia”. Sem impedir eventuais cursos de pós-graduação.

Categorias: Destaques

Comentários (5)

Ana novembro 10th, 2011 às 20:49    

Qual lei comprova isso?

jjunior novembro 18th, 2011 às 17:25    

Resolução
CNE/CP n. 1/2006, que “institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação
em Pedagogia, Licenciatura”, a configuração de um curso de Pedagogia com base na
docência e, portanto, um novo perfil de seu egresso.

GABY fevereiro 29th, 2012 às 2:25    

estou interessada em saber: ja que não existe bacharel em pedagogia, eu poderia fazer uma especialização em pedagogia empresarial e trabalhar em empresas ou pedagogos só trabalham em escolas infantis? Desde já grata !

jjunior fevereiro 29th, 2012 às 19:46    

Sim. As empresas têm aberto espaço para que este profissional possa, de maneira consciente e competente, solucionar problemas, formular hipóteses, e elaborar projetos, demonstrando que a sua atuação visa à melhoria dos processos instituídos na empresa, como garantia da qualidade do atendimento aos seus clientes e ao funcionário, contribuir para a instalação da cultura institucional da formação continuada dos empregados, orientar na gestão do melhoramento dos processos.
O Pedagogo não é mais só o profissional que atua no ambiente escolar. Ao contrário, dispõe de uma imensa área de atuação, tais como: empresas de diversos setores, ONGS, editoras, sites, consultorias especializadas em T&D e em todas as áreas que requeiram um trabalho educativo.
A tarefa do Pedagogo Empresarial é, entre outras, a de ser o mediador e o articulador de ações educacionais na administração de informações dentro do processo contínuo de mudanças e de gestão do conhecimento. Gerenciar processos de mudança exige novas posturas e novos valores organizacionais, características fundamentais para empresas que pretendem manter-se ativas e competitivas no mercado.
Dessa forma, o profissional da educação atua na área de Recursos Humanos direcionando seus conhecimentos para os colaboradores da empresa com o objetivo da melhoria de resultados coletivos, desenvolve projetos educacionais, seleciona e planeja cursos de aperfeiçoamento e capacitação, representa a empresa em negociações, convenções, simpósios, realiza palestras, aporta novas tecnologias, pesquisa a utilização e a implantação de novos processos, avalia desempenho e desenvolve projetos para o treinamento dos funcionários.
Esse novo nicho educacional tem crescido e tende a intensificar-se nos próximos anos gerando uma demanda social de Pedagogos Empresariais. Hoje, algumas empresas que possuem Universidades Corporativas podem ser citadas: Embratel, Accor, Motorola, McDonald´s, Algar, Brahma. A mais nova inauguração é de responsabilidade do SERPRO – empresa pública da área de Tecnologia da Informação e Comunicações. (Revista Tema, 2004).
OBS: O pedagogo hoje em dia está habilitado em educação infantil e anos iniciais (fundamental). Também poderá atuar em educação especial, por este motivo nos cursos de pedagogia se tem cursos de libras. Trabalhar com eja, pedagogia empresarial, pedagogia hospitalar. Pode trabalhar na coordenação pedagógica, orientação educacional.

Boa sorte e sucesso.
J. Junior

jjunior maio 16th, 2012 às 1:26    

Você pode fazer para orientador educacional.

Deixe seu comentário

Name *

E-maill *

Website